//
you're reading...
Arquitetura, Cidades, Educação, Empreendedorismo, Gestão, Inovabilidade, Liderança, Pessoas, Tecnologia, Tecnologias Exponenciais

Futuro exponencial: printing 3D

cristiano porta

(foto de Cristiano Mascaro)

Nos últimos dois meses, tenho ocupado quinzenalmente esta coluna com uma reflexão sobre as chamadas “tecnologias exponenciais”. No último artigo abordei a área emergente da nanoenergia, que está progredindo com desenvolvimentos para aproveitamento de energia a uma nano-escala.

Esta semana é a vez do Printing 3D se destacar. A impressão em três dimensões é uma tecnologia inovadora que permite a produção de objetos tridimensionais, com base em técnicas de deposição de materiais, em layers sucessivos, de formas variadas.

Atualmente, o Printing 3D já é utilizado na joelharia, arquitetura, design industrial, indústria de calçado, indústria automóvel, em aplicações militares e muitos outros setores. Mas o Printing 3D não fica por estes setores mais tradicionais. Recentemente, a Universidade de Cornell, nos Estados Unidos da América, anunciou a “produção 3D” de uma orelha humana para fins prostéticos. Isso mesmo. Uma orelha humana!

Este processo de “impressão” de uma orelha humana leva atualmente cerca de uma semana. Passa pelo design e impressão 3D de um molde, que é posteriormente preenchido com um gel contendo colágeno e com a injeção de 250 milhões de células de cartilagem. Depois é deixada durante 3 a 5 dias numa cultura de células antes de ser implantada. Esta orelha sintética ainda não é produzida com “tinta viva”, mas essa parece ser a próxima evolução da pesquisa.

Está começando a surgir, assim, o cruzamento da bioengenharia com a impressão 3D. Na medicina regenerativa pode ter um uso efetivo com células-tronco, para substituir tecidos ou órgãos danificados. Para além de orelhas humanas já haviam sido reportados casos de produção de traqueias para transplante e de coroas para implantes dentários, entre outros. Recentemente uma startup de produção de órgãos humanos sintéticos, a empresa americana Organovo, anunciou uma parceria estratégica com o líder de mercado de software de design, Autodesk, fazendo antever uma revolução no chamado bioprinting.

Em outros setores há igualmente casos interessantes. A Nike, famosa marca de material desportivo, lançou no mês passado a primeira chuteira de futebol produzida com uma impressora 3D. Na construção civil chamam a atenção os avanços com impressoras de larga escala, que fazem deposição de concreto e permitem produzir elementos construtivos para edifícios.

Estas tecnologias de impressão 3D ganham momento gradualmente. Os especialistas preveem que no horizonte de 10 anos teremos um equipamento destes em nossas casas. As impressoras 3D existentes no mercado para uso doméstico começam a atingir preços comercialmente competitivos. Uma das mais conhecidas, da marca Makerbot, custa atualmente apenas 1749 dólares nos Estados Unidos da América. Desde que foram lançadas, em 2009, já se venderam mais de 13 mil unidades.

Os analistas acreditam que o printing 3D constitui um novo segmento de mercado que pode vir a representar 1 trilhão de dólares de negócio. A massificação destes aparelhos de produção descentralizada promete reduzir a vantagem dos países que baseiam a sua competitividade na mão de obra barata. Uma tendência a ter em conta nos BRICs.

(Publicado no Brasil Econômico e no Diário Económico, a 20.3.2013 e 26.3.2013, respectivamente e com adaptações)

Discussion

One thought on “Futuro exponencial: printing 3D

  1. De facto a impressão em 3D é fascinante. Comecei a ouvir falar nisso através das próteses de perna. Em Portugal já há uma impressora 3D a funcionar, na Murtosa.

    No outro dia dei comigo a conduzir e pensar quando é que começávamos a ter essas impressoras tão acessíveis ao público quanto são as fotocopiadoras, por exemplo chegar à loja 3D e pedir um print 3D de um carro. Porque não? E isso implicará o fim da industria?

    E curioso será quando chefes como Heston Blumenthal decidirem usar a impressão 3D na sua culinária.

    Posted by Rita Vieira | April 6, 2013, 11:02 pm

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: